Faltam cinco minutos para daqui a pouco

Tem um vírus voraz rondando sobre nossas cabeças, feito um drone mínimo, mas onipresente

Tem um vírus voraz rondando sobre nossas cabeças, feito um drone mínimo, mas onipresente. Lave bem a mãos, esconda sua tosse debaixo do suvaco, evite aglomerados, até mesmo com o presidente da república. O inimigo espreita por toda parte, ataca em qualquer tempo e lugar. Portanto cuide-se: não quero perder meu único leitor. Ou leitora, não discrimino. Quanto a mim, na faixa etária de alto risco, só me resta trancar portas e janelas, não receber visitas e só sair de casa se for para receber o bolão da loteria - caso jogasse. Ou o Nobel da Paz.



Estando em quarentena auto-imposta, só me resta filosofar as idiossincrasias da vida e da sorte. Personagem da semana?  Cupido, geralmente representado por um menino. Em sendo o amor assunto da maior gravidade, porque geralmente provoca gravidez, Zeus não deveria ter dado essa tarefa a alguém mais responsável? Por isso temos mais divórcios que casamentos. O garoto é brincalhão e irônico: há casais por aí que a gente não entende porque e como se acomodaram. O molequinho estava de bom humor ou bebeu e errou o alvo. Ou seria ironia? A graça é que às vezes dá certo.

*

Frase da semana: Apontei para as estrelas e acertei no poste da rua. Na vida como na arte, para cada milhão que tenta só um acerta, e nem sempre é o melhor.  Todo mundo tem seu dia risonho e seu dia de dor de dente. Qual deles prevalece é o que define a personalidade de cada um. Os antigos diziam que era derramamento de bílis. Deus também teve seus momentos de bom humor: a zebra, o bicho-preguiça, o papagaio. Num momento de mau humor Deus criou o mosquito. Efeito colateral, a dengue, a malária, e outros mais ou menores.



Canção da semana: Lava a mão, lava a mão, pra não ter indigestão, não tem contraindicação, não afeta o coração, não ofende o patrão, não atrasa a condução, não atrai o camburão ……… (espaço pra você acrescentar sua rima). Por enquanto, nenhum astro famoso foi atingido. Na tela do meu lap aparecem cookies a cada cinco minutos, todos iguais mas nem tanto, ou seja, mudam os personagens mas o drama é o mesmo: Cancelada maratona da Polícia Militar; Cancelado campeonato de xadrez; Cancelado show da cantora Musy, Cancelada partida de futebol, ou de basquete, ou o Open de tênis. A cada minuto uma escola informa que fechou para balanço.



Imagina se entramos para a história como o único caso de um presidente da república de um país amigo infectar o presidente da república de um país mais poderoso? Minha filha está preocupadíssima: nesse dia quase histórico, jantou com amigas que almoçaram com o presidente Bolsonaro. Ou foi café da manhã primeiro e almoço depois? Não lembro bem. Pelo menos algo de bom se tira dessa pandemia: o vírus não discrimina pobres e poderosos.

*

A Peste Negra, lá pelos idos de 1918-1919, dizimou 1/3 da população da Europa, ou cerca de 100 milhões. A Gripe Asiática, erroneamente chamada de Espanhola no Brasil, matou de 50 a 100 milhões, mais que a Primeira Grande Guerra. Vale observar que a maioria das pandemias que assolaram o mundo vieram da China. Não tendo remédios para a doença e para tentar minimizar um pouco o desespero geral, os médicos receitavam canja de galinha. Não ficou uma penosa viva no país. 

*

O vírus foi mais danoso para as galinhas do que para a sofrida raça humana, que afinal tem conseguido sobreviver, apesar das perdas e danos. Mas os médicos de antanho não estavam inventando um placebo: canja de galinha cura ou pelo menos minimiza os efeitos de qualquer gripe. Enquanto aguardamos um remédio infalível ou uma vacina eficaz, quem sabe funciona?
 


 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.