José Dirceu diz que vitória na eleição virá 'com Lula ou Haddad'

O lançamento do livro do ex-ministro José Dirceu movimentou o Centro de Vitória

“Comandante, quero tirar uma foto com você”. A frase foi uma das mais ouvidas na noite dessa segunda-feira (10), no restaurante Elus, Centro de Vitória, levando o ex-ministro José Dirceu a levantar-se da cadeira, esboçar um sorriso e posar para foto antes de assinar a dedicatória. 

No evento de lançamento do livro Zé Dirceu – Memória volume 1, que atraiu uma multidão para a Rrua 7, o ex-ministro afirmou: “Vamos ganhar, com Lula ou com [Fernando] Haddad”, reafirmando o apoio à estratégia do PT de lutar até o último momento para garantir a candidatura do ex-presidente. 

O ex-ministro afirmou que o povo tem o direito de escolher em quem quer votar, criticando a perseguição midiática e judiciária ao ex-presidente Lula, preso na Delegacia da Polícia  Federal por conta de um processo, segundo ele, sem provas. 

A movimentação que antecedeu o lançamento foi extensa e ocupou todo o tempo de José Dirceu em Vitória. Pela manhã, participou de um café com sindicalistas, no qual analisou o cenário político nacional e responsabilizou o Judiciário e a mídia corporativa pela crise brasileira, e reafirmou esperança de que a democracia no País será estabelecida pela força dos movimentos sociais. 

Reuniu-se com a juventude, deu coletiva de imprensa e, à noite, fez o lançamento do livro, em um evento que se estendeu além do horário previsto, obrigando-o a transferir a viagem a Salvador para a manhã desta terça-feira (11). Na capital baiana, ele participa de programação idêntica e depois segue para outras capitais, do Nordeste e Norte do país. 

A programação relacionada ao livro começou no Circo Voador, no Rio de Janeiro, passou por Belo Horizonte, Brasília e Vitória, contabilizando até agora a venda de mais de 30 mil exemplares.

No livro, Zé Dirceu narra a trajetória política desde quando foi presidente da União Nacional dos Estudantes Une), a luta armada, o exílio, o retorno ao Brasil e a participação na fundação do PT e seus desdobramentos, até o ano de 2005. 

Na entrevista coletiva, na fala com a juventude, em conversas particulares e na análise política durante o lançamento do livro, o “comandante”, como é chamado, confirmou a posição contra o golpe de 2016 e apontou o Poder Judiciário como um dos grandes responsáveis. Zé Dirceu não mudou, mesmo depois da condenação de mais de 39 ano de prisão. Ele ganhou a liberdade enquanto espera recursos no Supremo Tribunal Federal (STF). 

O Centro de Vitória experimentou uma movimentação incomum para as noites de segundas-feiras. O “Comandante” atraiu jovens, intelectuais, professores, jornalistas e outros profissionais liberais, artistas, políticos e muitos populares, transformando-se, também, em um ato de apoio ao ex-presidente Lula. 

3 Comentários
  • Márcio Machado da Silva , terça, 11 de setembro de 2018

    Condenado em segunda instância, foi solto pela segundona do STF com o aval do trio toffoli, lewandowisk e , quem diria, gilmar mendes (antes tão odiado pelos petralhas). Esse sujeito (reincidente em prática criminosa) estar solto é uma humilhação para todos nós cidadãos de bem, além de ser uma prova de que as instituições não estão funcionando bem.

  • maciel boghi , quarta, 12 de setembro de 2018

    Sem vergonha isso sim. medroso, covarde.

  • MARCELO , quinta, 13 de setembro de 2018

    Não existem mais comentários a fazer sobre tal situação. Infelizmente nosso Grande País não tem mais jeito, tudo corrompido. - Os que poderiam fazer alguma coisa não fazem por que não querem fazer, tá sendo conveniente para eles. - O STF logo no início de 2019 vai soltar o chefe de todos; - A Dilma que era para ter perdido os poderes político e não poder concorrer as eleição irá para o senado; - Para o Aécio não vai dar em nada; - enfim são poucos exemplos de vermes sugadores que conseguiram matar o nosso Brasil. É muito difícil dizer isso mas a única maneira de começar tudo do zero é com a intervenção, pois se não for assim podem perder a esperança, e olha que eu estou em uma analise profunda para definir meu voto. Para as amebas que continuam chamando de heróis canalhas iguais a esse da reportagem, olhem para seus filhos e pensem: QUE BRASIL EU QUERO DEIXAR PARA MEUS FILHOS?? Simplesmente porque seus heróis irão enviar os filhos e os netos deles para estudar no estrangeiro com o dinheiro que roubaram de vocês.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Matérias Relacionadas

José Dirceu lança livro de memórias em Vitória na próxima segunda-feira

O ex-ministro José Dirceu narra passagem de sua vida desde a época em que era líder estudantil