Festival Lula Livre promete 13 horas de atividades em Vitória em outubro

Coluna CulturArte: Teatro Capixaba na Argentina, concurso de Trovas, grande músico mineiro no Sesc

Festival Lula Livre em Vitória

A data já está marcada: 5 de outubro, um sábado, na Praça Costa Pereira, Centro de Vitória. Será o dia em que acontecerá o Festival Lula Livre, que promete nada menos que 13 horas de atividades culturais em favor da libertação do ex-presidente, contando com participação de artistas do Espírito Santo. 

Teatro do Espírito Santo na Argentina

O escritor, diretor e dramaturgo Wilson Coelho prepara as malas para uma viagem à Argentina, para onde levará algumas de suas obras. No final de setembro ele deve estar no X Festival Internacional de Teatro Clasico Adaptado, em Mar Chiquita. Já no início de outubro emenda com a participação no V Artistazo e II Festival de Teatro Internacional Olmedo Vive 2019 na cidade de Mercedes, na província de Buenos Aires.

Livro, teatro e conferência

Nas ocasiões, Wilson apresentará três peças: Os últimos dias de Paupéria (foto), que montou com o grupo Tarahumaras, Oración, de Fernando Arrabal, que traduziu e dirigiu, e Antonin Artaud - Atos de Crueldade, de sua autoria e com montagem pelo grupo argentino El Negro Olmedo. Na passagem pelo país vizinho, Wilson ainda participa de uma conferência com intelectuais argentinos e lança seu livro Antonin Artaud: a linguagem na desintegração da palavra, além de apresentar sua tradução de Aqui Jaz, também de Artaud, publicado pela Editora Cousa.

Conexão Bolívia-ES

Outro responsável pela conexão artística do Espírito Santo com o resto da América Latina é o músico boliviano Tobi Gil, flautista do grupo América 4. Há mais de 30 anos morando no Brasil, ele visitou recentemente seu país natal, onde matou as saudades e também aproveitou para divulgar por lá a sonoridade única do grupo, que funde a música andina com o congo capixaba e outras sonoridades,produzindo canções autorais e releitura de clássicos da música latino-americana. Tobi deu entrevistas na imprensa boliviana e fez gestões buscando realizar um sonho: levar o América 4 para se apresentar na Bolívia, em 2020.

Circuito Audiovisual na Serra

Está rolando no município da Serra o projeto Circuito Audiovisual, capitaneado pelo Ifes, com objetivo de promover e difundir a cultura audiovisual além de ampliar a oferta de ações de arte e cultura na região, por meio de ações em produção audiovisual com foco no patrimônio cultural local. O projeto está capacitando jovens e multiplicadores no município buscando fortalecer a memória e valores locais. Com equipe multidisciplinar formada por professores do Ifes e profissionais do cinema, conta com apoio da Prefeitura Municipal da Serra, Centro Cultural Eliziário Rangel, Departamento de Arquivologia da Universidade Federal do Espírito Santo e Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. O lançamento oficial contou com mostra de curta metragem e bate-papo com o Coletivo Damballa.

Rubinho do Vale encontra Grupo Estripolia

Um dos grandes violeiros e compositores de Minas Gerais, Rubinho do Vale é o convidado pelo Grupo Estripolia (foto) para a estreia de seu mais novo projeto musical: o Estripolia Convida, que estreia neste domingo (1), às 17h, no Sesc Glória. A proposta é convidar artistas consagrados que tenham trabalhos dedicados ao público infantil para se apresentarem junto com o grupo capixaba, promovendo um intercâmbio e um espetáculo diferenciado para crianças e adultos. Rubinho do Vale gravou seu primeiro disco em 1982. Em 1990, publicou o primeiro CD para crianças e adentrou o universo infantil, tendo produzido até hoje oito obras com foco neste público.

Iúna promove concurso de trovas

De 14 a 17 de novembro acontece em Iúna, no Caparaó capixaba, o XVII Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores. Durante o evento será feita a premiação do Concurso Nacional e Internacional de Trovas com o tema “Iúna”, com objetivo de ressaltar as belezas do município, que são muitas. Cada participante pode enviar até três trovas com prazo máximo de 10 de outubro.

Livro de Maxwell dos Santos em versão impressa

A história de uma jovem da periferia de Vitória que sonhava em ser médica dá a tônica do livro Melaine, do escritor Maxwell dos Santos. A obra lançada em formato e-book em 2013 foi reeditada no ano passado e agora ganha uma versão impressa, pela editora paulista Giostri, que será lançada no dia 2 de setembro, às 19h, na Livraria Leitura do Shopping Praia da Costa, em Vila Velha. A obra ficcional revela os bastidores da indústria dos cursinhos e a política de cotas nas universidades públicas. 

Oficina ensina práticas circenses

Dentro de seu Ciclo de Formação em Artes Cênicas, o Sesc Glória realiza entre setembro e dezembro uma oficina de técnicas circenses, ministrada por Willian Rodrigues. Voltado para palhaços, atores, diretores, acrobatas e artistas circenses, a oficina busca instigar o potencial dos artistas por meio de atividades que envolvem circo, teatro e psicomotricidade, trabalhando técnicas de palhaçaria, acrobacia, equilíbrio, malabarismo, máscara, dramaturgia, entre outras. O início das aulas será no próximo dia 4 de outubro, estendendo-se até 4 de dezembro, com atividades às quartas e sextas-feiras, de 18h30 às 21h. Inscrições via formulário.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Encontro de Folia de Reis de Muqui acontecerá em dezembro

Coluna CulturArte: traduções de Machado de Assis, condenados na Lei Rubem Braga, Bloco da Esquerda Festiva

Favela Criativa vai mobilizar atividades culturais em Central Carapina

Evento acontecerá no marco da Semana da Consciência Negra, com feira, literatura, cinema e música

Documentário registra relações das crianças com 'cultura do mangue'

‘Mangue Escola’ será exibido segunda-feira no Cine Metrópolis mostrando raízes culturais de Goiabeiras

Patrimônio da Penha terá festival de música no feriado

Show de retorno da banda Pó de Ser Emoriô é uma das 10 atrações nos dois dias de atividades no Caparaó