Anistia a PMs fortalece Manato na tropa e amplia capital político

O deputado Carlos Manato presidia a sessão da Câmara Federal, em Brasília, quando a medida foi aprovada

A aprovação, na manhã desta quinta-feira (6), da anistia a militares, policiais e agentes penitenciários grevistas do Espírito Santo, que inclui o Ceará e Minas Gerais, ampliou o prestígio político do deputado federal Carlos Manato (PSL), segundo colocado na eleição ao governo do Estado e futuro subsecretário da Casa Civil da Presidência da República. 

O projeto é de autoria do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), mas contém  uma emenda de Manato, que aproveitou que presidia a sessão para colocá-lo em pauta para ser votado, tornando sem efeito penalidades referentes aos movimentos grevistas ocorridos entre 1º de janeiro de 2011 e 7 de maio de 2018.

Como coordenador da campanha do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), no Espírito Santo, o deputado Manato construiu estreitas ligações com integrantes da corporação, majoritariamente pró-Bolsonaro, de onde ele atraiu a maioria dos votos nas eleições de outubro, levando-o a atingir 27% do eleitorado capixaba. 

Desta forma, o partido garantiu ainda a maior bancada da Assembleia Legislativa, elegendo três militares, o delegado da Polícia Civil Danilo Bahiense, Capitão Assumção e o Coronel Alexandre Quintino, além do radialista Torino Marques. Capitão Assumção foi apontado como um dos líderes da greve da Polícia Militar de 2017, que confrontou com o governo do Estado, resultando em várias prisões de militares, inclusive a dele. Já o coronel defendeu, na imprensa, a legitimidade do movimento.

A aprovação da anistia representa a ampliação da densidade eleitoral do deputado, considerado no mercado político potencial candidato à sucessão do governador eleito, Renato Casagrande (PSB), em 2022, reforçada com sua indicação para assumir a subsecretaria da Casa Civil, a partir de janeiro de 2019. 

Com essa função, Manato terá a incumbência de promover as articulações políticas da Presidência da República, o que inclui projetos e obras de interesse do Estado e das prefeituras. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.