Viradão cultural na Serra terá mais de 40 atrações

Evento com 24 horas de programação marca aniversário de três anos do Centro Cultural Eliziário Rangel

Fotos: Divulgação

É na esquina entre as ruas Gonçalves Dias e Humberto de Campos, dois importantes poetas brasileiros, que se encontra o Centro Cultural Eliziário Rangel (CCER), em São Diogo, na Serra. Entidade sem fins lucrativos, o espaço comemora com um viradão cultural seu aniversário de três anos, contando com 24 horas de programação gratuita (confira no final da matéria).

A abertura das comemorações será às 8h de sábado (16), com atividades simultâneas nos três andares do centro cultural, além de uma performance na rua em frente ao mesmo. Ao todo mais de quarenta atrações farão parte da virada, que termina com um cortejo realizado pela Árvore Casa das Artes.

A programação contempla um apanhado dos projetos que funcionam ou já passaram pelo Eliziário Rangel. Atualmente funcionam regularmente 22 oficinas, como ballet, zumba, pilates, funk, k-pop, forró, vaneirão, karatê, capoeira, teatro, performance, biodança e xadrez, a maioria presente com atividades durante o Viradão. Outros grupos e coletivos parceiros em atividades pontuais também compõem a extensa lista de atividades, tudo mobilizado de forma colaborativa e voluntária, já que o espaço não conta com muitos recursos financeiros.

Construído com investimentos próprios de seus criadores, o centro cultural hoje conta com uma arena, teatro, bar-café, biblioteca, galeria de artes, terraço e um beco cultural, além de um mirante em construção. Funciona de segunda-feira a sábado, de 8h às 21h, e no domingo, de 14h às 21h.

Para quem visitou o local há três anos, as mudanças são impressionantes. “O espaço ainda vai mudar muito. A mudança é uma aposta nossa, mudar é algo positivo”, afirma Antônio Vitor, coordenador do Centro. Ele fala desde mudanças físicas, na estrutura e na decoração, até mudanças na forma de organização, com sua formalização com pessoa jurídica, recepção de voluntários e outros. “Conforme ganhamos tempo de vida, as obrigações aumentam. Temos um reconhecimento na Serra e na Grande Vitória que exige uma certa responsabilidade”, pontua o produtor cultural.

E parece que a responsabilidade não tira a ousadia do espaço desde seu surgimento, num município em que praticamente não há espaços culturais permanentes. A ideia do Viradão, segundo Antônio, é promover um evento múltiplo na oferta de atividades e também acessível ao público.

Assim, pretende ampliar as conexões entre grupos e fortalecer o espaço na perspectiva da diversidade cultural. “O Eliziário é como um rizoma, uma casa de forças que vai juntando a galera para construir articulações a partir da arte e da cultura para pensar o mundo, se pensar, pensar as próprias relações para construir um outro modelo de vida. O Eliziário é uma ferramenta de conexão”, explica Antônio Vitor.

AGENDA CULTURAL

Viradão de aniversário do Centro Cultural Eliziário Rangel

Quando: de sábado (16), às 8h, até domingo (171), às 8h

Onde: Centro Cultural Eliziário Rangel – Rua Gonçalves Dias, 1201, São Diogo – Serra/ES

PROGRAMAÇÃO

RUA

8h às 12h Performance com Vânia Vica ( artista residente )

8h às 12h Grafitte com Alex Power

ARENA 849

8h às 10h - Roda “Resistência em tempos de extermínio” com João Vitor (Coletivo Negrada), Lula Rocha (Fejunes), Ana Carolina (Resisto)

10h às 12h -Danças Urbanas com Raiz Dance Crew

12h às 14h - Almoço Cultural  no Café bar João da Viúva 

12h às 12h40 - Show Laura Porto

12h40 às 13h - Bingo

13h às 14h - Lançamento do livro “Caminhos para o Texas” com Marciel Cordeiro

13h às 13h30 - Contação de história com Carlos Gerônimo

13h30 às 14h - Show Nadjan Costa

14h às 15h - Xadrez com Fabio Bianche

14h às 17h - Roda de Samba

18h às 20h - Forró

20h às 4h30 - Viradão do Rock com 8 bandas capixabas

22h às 23h - Performance Polidance com Dani

0h às 0h15 - Performance surpresa 

TEATRO ELIZIÁRIO RANGEL

8h às 10h - Iniciação Teatral com Iasmim Toledo (artista residente)

10h às 12h - Mostra Curta Diversidades com Ifes Campus Serra e Coletivo Negrada

14h às 16h - Tablado queimado “Conjuntura Cultural da Serra” com Maria Marta (Vila das Artes), Vinícius Fábio (Secult-ES), Dudu (diretor de cultura da secretaria da Serra) e Igor Nunes como mediador

16h às 17h - K-Pop com CCVL (grupo residente)

19h às 20h - Roda de conversa “O Cenário teatral Serrano” com Grupo Candeeiro e Grupo Somos

20h às 7h - Discotecagem com Lá na Serra Produções

TERRAÇO PISO SÃO JOSÉ DO QUEIMADO

8h às 9h - Café com Gustavo: o uso do corpo como prática de saúde

9h às 10h - Pilates  com Cibele Sales (artista residente)

10h às 12h - Oficina de iscas para abelha sem ferrão com Rogério Caldeira

14h às 15h - Roda de Capoeira com Grupo São Salvador (grupo residente) 

15h às 16h - Zumba com Francisco Vieira (artista residente)

16h às 17h - Karatê com Carlos Firme (artista residente)

17h às 19h - Biodança (grupo residente)

19h às 7h - Noite Latina com Soy Loco PorTi, Projeto Latinidades, Grupo de Dança Mamburé e Will Jackson

7h às 8h - Cortejo de Encerramento com Árvore Casa das Artes.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Educação de Jovens e Adultos de Vitória oferece mais de 2 mil vagas em 2020

Podem se inscrever no EJA jovens moradores da Capital com mais de 15 anos e fundamental incompleto

Projeto realiza tour pela história negra de Vitória

Rota turística Vitória Preta realiza segunda edição no dia 25 de janeiro no Centro da cidade

Filha de catadores conquista bolsa para estudar fora do País

Os locais de destino da estudante estão entre Estados Unidos, Inglaterra e Canadá

Bloco Afro Kizomba comemora aniversário e se prepara para o carnaval

Evento neste sábado (18) marca dois anos do bloco que discute a questão racial nas festas